Páginas

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

EDUCAR PARA DESCARTAR!

Assim à primeira vista pode até parecer estranho. Em qualquer lugar há uma lixeira, ou várias. Em prédios públicos e condomínios, cada vez mais estão sendo divulgados os programas de reciclagem: um coletor para plástico, outro para vidro, mais um para papel e papelão, outro ainda para os metais.
Isto significa dizer que, hoje em dia, já no maternal as crianças aprendem que "lugar de lixo é na lixeira".
Então como é que eu venho com essa conversa de "educar para descartar". Descartar é coisa natural.
É que depois de tanto ouvir falar em reduzir, reutilizar, reciclar, apareceram as "brigadas" contra os plásticos.
Não que eu tenha nada contra, pelo contrário. Até já escrevi alguns artigos sobre o assunto. Tenho me esforçado para educar muita gente para a reutilização.
Houve uma época que eu me dedicava exclusivamente a sacolas e jogos americanos feitos com as terríveis sacolinhas de supermercado. Estão aqui as fotos que não me deixam mentir:





BOLSAS E MAIS BOLSAS, TODAS FEITAS COM PLÁSTICO REUTILIZADO.




JOGOS AMERICANOS E FLORES PARA COLARES.

Durante pelo menos dois anos me dediquei a tirar de circulação muitas sacolas: dirigi mini-cursos de reutilização de plástico na cidade de Manhuaçu, para idosos e para estudantes de ensino superior. Para participar, cada pessoa levava pelo menos 30sacolinhas.

Quando não havia sacolas em casa, porque todas haviam se transformado em algum objeto útil, eu passava a tirar das casas dos vizinhos (alguns se negavam a me dar porque usavam para colocar o lixo na porta).

Passei a fazer porta-recados e organizadores de bolsa.



Até que cansei e passei a trabalhar com outros materiais, mas as sacolas continuam enchendo a casa. Cada uma que chega vai direto para a coleção.

Hoje, visitando o blog Meu mundo sustentável (http://meumundosustentavel.com/) e vendo vídeos sobre os sacos plásticos, revendo outros, me bateu uma grande preocupação, que imediatamente postei nos comentários do referido blog:

Concordo com tudo que leio e vejo sobre os perigos e incômodos dos sacos plásticos, tenho tentado fazer com que outras pessoas se conscientizem de toda negatividade que há sobre eles. Desde algum tempo já aderi às sacolas chamadas "eco bags" - não sei porque o nome em inglês, afinal falamos português e uma sacola ecológica é bonita e o nome soa bem.
Outras pessoas aderiram às minhas sacolas ecológicas, tenho dezenas de modelos delas:

SACOLA DE FEIRA EM TECIDO DE ALGODÃO.

Mas, e aí retomo minha preocupação: o que as pessoas farão com as sacolinhas que guardaram em casa por todo esse tempo?
Tem gente que tem milhares delas dobradinhas e colocadas umas sobre as outras, dentro de uma sacola maior, outras pessoas as tem emboladas dentro de um grande saco de tecido, que recebeu o nome de puxa-saco... o que fazer com elas?

Será que na hora de se desfazer desse pequeno -grande- problema, todo mundo vai se lembrar que elas não podem ficar por aí, voando e rodopiando ao vento, até cair dentro de um bueiro, de um córrego, de um rio?

Ou será que como não tem mais serventia elas vão para o lixo na porta de casa e daí para um aterro sanitário ou um lixão qualquer, onde vão demorar não sei quantas centenas de ano para se desfazer -ou não vão se desfazer nunca?

Será que não é hora de pensar em educar para descartar corretamente esses pequenos seres que hoje consideramos infernais? Não que tenham se tornado, de repente, criação de Satanás, mas porque agora não temos mais como usá-las, não podemos usá-las, apesar de considerá-las cômodas, leves, fáceis de carregar na bolsa e até no bolso.

Mais um problema para nos tirar o sono. Neli Alves

6 comentários:

  1. Se precisar do pap eu te envio. Bjks.

    ResponderExcluir
  2. MARIAREIS26/4/10 00:07

    QUERO SIM ENVIA PARA MIM AMIGA, SERÁ UMA BENÇÃO BJBJJBB

    ResponderExcluir
  3. Anônimo2/6/10 15:51

    Gostaria de mais detalhes de como vc faz com as sacolas para depois confeccionar as bolsas. Gostaria de fazer com meus alunos e as mães. Aguardo uma resposta em breve.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Se quiser me enviar seu email, eu te mando um pap, mas aqui no blog procure pela marcador 'TUTORIAL' e você vai encontrar a explicação da maneira de confeccionar o tecido prensado, ok? Qq dúvida, peça socorro, mas deixo o email para resposta.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.Deixe o seu recadinho e eu responderei.

IntenseDebate Comments - Last 5

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.