segunda-feira, 18 de junho de 2012

EIS AS MENINAS QUE VÃO PARA CURITIBA.



Aqui estão elas, as meninas que vão viajar para o Asilo São Vicente, em Curitiba. Na primeira foto, estão as 10 que irão morar no Paraná, ainda se aprontando. Na segunda foto, apenas 5 já estavam prontas, devidamente agasalhadas, pois a tia Fraw Craw me pediu para protegê-las do frio que está fazendo lá.
Na postagem anterior - Que sentimento é este que nos fere a alma?- eu estava muito angustiada com as várias notícias ruins dos últimos dias. Entretanto, passando horas e horas entre tecidos e linhas, vendo nascer essas figuras quase mágicas, que tem o dever de levar amor, carinho, afeto, amizade, e principalmente alegria, para as vovós do Asilo, eu senti no fundo do coração que não poderia continuar curtindo negatividade.
É de muita energia positiva que o mundo precisa? Se não posso mudar o mundo, pelo menos posso mudar o curso da minha própria vida. 
XÔ IDEIAS NEGATIVAS, XÔ ANGÚSTIA, XÔ TUDO QUE PODE VIR A CONTAMINAR NEGATIVAMENTE as vózinhas e as meninas do Bonequeiras sem fronteiras.
Tenho que treinar diariamente não me deixar contaminar, para não difundir o que não é bom. 
Portanto, a partir do dia posterior àquela postagem, assumi uma outra postura diante da vida - ainda caio em tentação, claro - mas estou administrando meu dia para viver e difundir energias positivas.
Quem ganha mais sou eu mesma, que além da possibilidade de ajudar, tenho compartilhado momentos de extrema alegria com as meninas do grupo.
Quem ganha mais sou eu e também minha família, que tem recebido em dobro o custo das doações, as horas trabalhadas, o material empregado...
Estamos recebendo mais, muito mais, que doando.
Eu quero sugerir aos meus amigos, leitores, seguidores: DOEM, mas tentem não doar só o que está sobrando, DOEM algo próprio, DOEM sua energia, sua criatividade, seus dons.
DEEM de si mesmos, não apenas o resto, o que não serve mais, o que irá para o lixo.
SINTAM o que é a alegria de partilhar, de dividir, de multiplicar, de somar, não apenas de tirar de casa o que está acumulado. 
Posso afirmar que é uma sensação única, de paz, de alegria, de amor, de dever cumprido também.
Experimentem, façam uma vez... e, certamente, farão muitas e muitas vezes.
Aguardo vocês. Bjks, Neli Alves

7 comentários :

  1. Muito lindo sua reflexão, eu sinto o mesmo quando estou fazendo as bonecas. Como se fosse uma oportunidade para refletirmos sobre muitos aspectos da vida que temos em ambundancia de forma afortunada diante do que estamos fazendo. O lado onde estamos.... Realmente, estamos envoltos em negatividades, nossas e alheias, o mundo cheio de conflitos, as pessoas egoistas ao extremo, nós incluidos, quando só miramos a nossa dor. O mundo precisa de doação, de atenção. Nós queremos isso, buscamos isso. O mundo nos da a chance a cada instante, uma respiraçao mais profunda pode nos fazer voltar o foco, de onde estamos exatamente. Nossa Neli, é tão bom este compartilhamento. Um grande abraço para voce lindona! Esses cachecois e xales das minhas sobrinhas vovos aquecem meu coração. :)

    ResponderExcluir
  2. Valeu pela reflexão, Neli. Inspiradoras palavras, como sempre. Bj.

    Cymara.

    ResponderExcluir
  3. Oie meu amor!!!

    Olha, eu estou fazendo parte de um grupo lá na loja Caçula, que a gente faz 8 quadrados de crochê grandes para inteirar numa manta ou colcha em asilos.

    Tanto gostei que vamos fazer mais e mandar!!!!
    E no sábado aqui em casa, vai ter oficina e com isso, vamos fazer mais alguma coisa para doar.

    Entrei nessa onde de positividade contigo.
    Vamos nos contaminar do bem, da positividade, de doação de energia positiva e útil!

    É amiga, qto a menininha, amanhã vou lá no Carrefour e ver com o gerente o que se pode fazer.
    Se ele for favorável, ok!

    Coloco a boca no trombone, mas, se precisar de delegacia e tudo mais, complica tudo, porque sem endereços ou nomes ... nunca tinha visto o cara antes, então realmente é difícil.

    Mesmo assim, obrigada por sua opinião tão importante.
    Muito obrigada por sua solidariedade!

    Beijos no seu coração!

    Káthia.

    ResponderExcluir
  4. É isso msm, Neli! Infelizmente não dá pra mudar o mundo... infelizmente ainda vamos ver por aí mtas notícias ruins... Mas vamos focar no que podemos fazer de bom e isso já ajuda em alguma coisa!!
    Beijooo
    PS: lindas as menininhas das vovós!!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo seu lindo trabalho, Neli! É muito bacana quando a gente consegue doar um pouco do melhor que temos para quem precisa :)
    Sucesso para as bonequeiras, sempre!

    ResponderExcluir
  6. Oi bonita,
    Também faço parte da campanha do crochê solidário do caçula, são 8 quadrados de lã para fazer a união e formar cobertores.
    Comecei a fazer bonecas de crochê para doar, mas sempre acontecem um contratempo e ai eu paro.
    As vezes coisas acontecem para entristecer o nosso coração, mas não podemos deixar,pois os problemas fortalecem a nossa alma. Que você continue iluminando muitos corações com essas delicias de bonecas.
    Muitos beijos e um forte abraço nesse grande coração solidário.
    Vania

    ResponderExcluir
  7. Muita verdades ditas de forma muito aberta.... sabe eu fiz trabalho voluntário durante alguns anos e adorei. Partilho também da idéia que é muito bom dar aquilo que temos e que é útil, aqui não dou o que está estragado, antes conserto para então colocar nas mãos do próximo.

    Muita Luz e Paz
    Abraços

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita.Deixe o seu recadinho e eu responderei.

IntenseDebate Comments - Last 5

Ocorreu um erro neste gadget