quarta-feira, 30 de março de 2011

Jovens mortas em SP


Jovens mortas em SP, upload feito originalmente por Iaiá Arteira.
Hoje vou sair totalmente do assunto a que se propõe este blog. Mas, infelizmente, muitos fatos me obrigam a desabafar.
Já há alguns dias venho lendo e ouvindo notícias que me deixam revoltada. Revolta, sem atuação não leva a nada.
Em São Paulo, pelo menos três casos revelam o quanto os criminosos estão impunes em nosso país: O "caso Mércia Nakashima", uma advogada morta pelo ex namorado, com prisão preventiva decretada e que se encontra foragido, apesar de todo mundo saber quem é ele e ter visto sua "cara" de covarde em todos os noticiários.
O assassinato de Vanessa Duarte, morta por um vizinho que também teve sua foto publicada à exaustão, e também não encontrado.
Mais recentemente, o chocante caso das irmãs Josely e Juliana, de 16 e 15 anos, moradoras do município de Cunha - SP, cujo assassino, também já identificado, teve o pedido de prisão preventiva negado.
Isto para citar apenas 3 casos, recentes e muito comentados. Os três acontecidos em São Paulo.
Não por acaso, eu que sou mineira, moro em Minas Gerais,  pego dados de São Paulo. Uma frase que ouvi sobre o problema, dita por um político paulista, me deixou muito preocupada:

"Os dados do governo hoje são publicados trimestralmente. A partir de 15 de abril serão publicados mensalmente. Qualquer cidadão poderá ter acesso aos índices de criminalidade mensalmente. E não só por município, mas também por distrito e, no futuro, até por bairro”...

Ora, tenha dó! Que nos interessa saber quantos morreram? Que muda, se eu ou você podemos ter acesso ao número de homicídios e/ou acidentes de trânsito? Se sabemos quantos morreram no nosso bairro?

Eu respondo: NÃO MUDA NADA!!!

O que mudará alguma coisa será a diminuição do número de mortos, em virtude de uma efetiva campanha das polícias/secretarias/governos, com a participação da população.
Também se, nesses casos de mortes provocadas por outros, esses "OUTROS" estão sendo presos.
Se o número de indivíduos presos, como autores das mortes, permanecem na prisão.
Isso sim, é estatística que vai interessar à massa da população.
Porque prender e soltar alguns dias/meses depois, também é inócuo.
Antigamente se dizia que pessoas ricas, brancas, etc não eram presas... puro preconceito.
Hoje, NINGUÉM está sendo mantido preso, acabou o preconceito! Seria cômico, se não fosse trágico.
Nosso sistema prisional é muito deficiente, todo mundo sabe disto, não estou contanto nenhuma novidade. Nosso Código Penal é mais que ultrapassado, outro chavão. Nossas penitenciárias de segurança máxima não tem a mínima segurança, que paradoxo.
E ficar aqui, repetindo e repetindo, tem algum sentido? De verdade, não sei.
Sei que estou me sentindo melhor após ter colocado tudo isso no papel, ou melhor, no computador.
Eu pessoalmente sou contra a pena de morte. Sou católica, totalmente contra qualquer tipo de morte provocada. Vida é dom de Deus, Ele deu, Ele tira.
Mas prisão perpétua, com trabalhos diários, isso eu apoio!
Digamos sim à prisão perpétua para os crápulas!
Bjks. Neli Alves
Comentários
0 Comentários
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Obrigada pela visita.Deixe o seu recadinho e eu responderei.

IntenseDebate Comments - Last 5

Ocorreu um erro neste gadget